Revista Arquitetas Invisíveis será lançada em abril

Olá pessoal!

Esse post tem tudo a ver comigo, apesar de eu não ser Arquiteta (sou Desenhista Industrial) tenho muita admiração por vários profissionais da área! Tenho amigos e amigas que fizeram dessa carreira a escolha de suas vidas!

E tem a ver comigo por que eu adoro pessoas que tem um sonho e correm atrás!

Parabéns às jovens Arquitetas de Brasília que tiveram essa idéia fantástica e não desistiram!

Gabriela, Hana, Julia, Lara e Luiza, vocês arrasaram!

Reproduzo abaixo o artigo, muito bem escrito, postado no FNA:

“A primeira edição da Revista Arquitetas Invisíveis, iniciativa de um coletivo feminino formado por cinco jovens arquitetas e urbanistas de Brasília, será lançada em abril deste ano. A publicação será possível graças ao envolvimento de 366 colaboradores que doaram recursos para a realização do projeto. O custo estimado era R$ 46.835. Porém, com a participação voluntária de simpatizantes foi possível atingir a marca de R$ 53.416, superando a meta estipulada.

Arquitetas_Invisiveis_1“Estamos muito felizes pelo fato de termos atingido a nossa meta”, disse Lara Pita Vieira, uma das integrantes do coletivo Arquitetas Invisíveis. Ao longo de 60 dias, elas realizaram uma campanha pela Internet para angariar recursos e desenvolver o projeto. Entretanto, o valor foi superado devido à participação das jovens arquitetas, que desembolsaram uma quantia estratégica para, no último dia da campanha, completar a arrecadação.

Por isso o coletivo Arquitetas Invisíveis segue em busca de apoio para a primeira edição da revista. Interessados em colaborar podem fazer contato pelo e-mail arquitetasinvisiveis@gmail.com. A Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA) é um dos apoiadores já confirmados. “Acreditamos no projeto desde o início”, disse o presidente da FNA, Jeferson Salazar.

A publicação, que será composta por artigos, resumos, opiniões, notícias, entrevistas, charges, desenhos, poesias, crônicas e cartas, tem como objetivo valorizar e dar visibilidade à produção arquitetônica feminina, além de compartilhar conhecimento e reflexões para contribuir para o avanço das discussões de gênero no campo da arquitetura e áreas relacionadas. Para esta edição, já foram selecionados, por meio de edital, 30 trabalhos.

Com espaço para pesquisadores do Brasil e do exterior, a revista Arquitetas Invisíveis será anual e bilíngue – português e inglês. O objetivo é estreitar relações e colaborar para o intercâmbio entre diferentes grupos e regiões, além de fomentar pesquisas conjuntas e publicações coletivas, consolidando o papel da mulher na história da arquitetura e do urbanismo, assim como os núcleos de estudo nessa área.

Saiba mais sobre o Arquitetas Invisíveis

O Coletivo Arquitetas Invisíveis é uma ação que busca promover a igualdade de gênero dentro do âmbito da arquitetura e do urbanismo, por meio do reconhecimento e divulgação da vida e obra de arquitetas desprestigiadas pela história. Criado por estudantes da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília, o objetivo é incitar a discussão sobre gênero no meio acadêmico e profissional.

Uma das motivações do coletivo Arquitetas invisíveis foi a “inquietação” gerada pelo fato de que no ambiente acadêmico os referenciais teóricos de obras estudadas são todos masculinos. “Começamos a nos questionar aonde estavam estas mulheres e o que estavam fazendo”, recorda Lara.

O insight ocorreu há dois anos, quando o grupo começou a se organizar para discutir o tema e a montar uma exposição que inicialmente reuniu a história e a obra de 26 mulheres arquitetas e urbanistas. Depois, o acervo foi ampliado para 48 nomes e, em homenagem ao Dia da Mulher, ganhou destaque especial no site Archdaily.”

Fonte: FNA

Veja o vídeo!

Curta a página no Facebook das Arquitetas Invisíveis! Apóie e compartilhe!

FacebookArquitetasInvisiveis

O que faz um Cadista Geek/Dork durante o dia?

Bom, essa é a proposta da Melanie pra hoje!

Postar no Twitter/Facebook com as hashtags #AutoCAD #CADDork o que nós, Cadistas, fazemos durante o dia. Eu tentei, mas.. fiquei devendo alguns posts no Twitter/Facebook… rsrssrs

Alguns amigos muito queridos até fizeram posts em seus Blogs, então entrei “na onda” e aqui estou!

Mas antes de começar a contar como é o meu dia, quero deixar os links dos Blogs:

The CAD Setter Out

CAD-Manager.com

CAD-A-Blog (update 27/jan 7:54 PM)

LT is still AutoCAD (update 28/jan 9:24 AM)

Mistress of the Dorkness (update 28/jan 9:24 AM)

CADDManager Blog (update 28/jan 9:28 AM)

RobiNZ CAD Blog (update 28/jan 10:04 AM)

The Lazy Drafter (update 28/jan 1:10 PM)

Então vamos lá!

Eu sou a Luciana Klein, além de tudo que faço (descrito no meu perfil aqui no Blog), também sou mãe, esposa e dona de casa.

Geralmente acordamos às 8 da manhã, ou antes… isso depende de eu ou meu marido não fazermos qualquer barulho antes das 8, por que as nossas meninas Thara e Shiva dormem no chão ao lado da nossa cama. Se elas escutam qualquer barulhinho, já era… dormir mais meia horinha? Nem pensar! Com a Shiva dependurada na cama fungando e a Thara latindo… sinto muito, nem importa se são 6 ou 7 da manhã…

meninas

Então, vou pra cozinha fazer o café pra mim e pro meu esposo, claro que tem que ser um cafezinho expresso na nossa Oster Prima Latte, um dos confortos que nosso trabalho nos proporciona ter em casa (sim, eu trabalho em casa!).

Oster

Arrumo a roupa pro meu marido ir trabalhar e venho pro computador.

O primeiro trabalho do dia é ver se tem pedidos pra enviar, pois o correio passa pela manhã para fazer a coleta, então se tem pedidos, eu já separo, autografo, embalo e deixo pronto pra entregar pro correio, que geralmente passa até as 11 da manhã.

Caso não tenha pedidos, checo minha agenda no LiveMail, meu email, site, grupos, blog…

Minhas manhãs são sempre curtas, por que eu também faço o almoço aqui em casa, então às 10:30 eu já vou pra cozinha. Mas às vezes perco a hora e nesses dias, vamos almoçar fora.

Meu filho está de férias, mas nem por isso os horários são alterados, até mesmo por que meu marido vem almoçar e volta pro trabalho.

Após o almoço, geralmente tiramos meia hora pra descansar, tirar uma soneca, que faz bem, se você não faz isso, experimente, vale a pena! Mas não passa de meia hora, até por que ele precisa voltar pro trabalho, e às vezes, preciso ir junto pra ficar “no meio do caminho”, a fim de fazer os serviços de banco e etc.

Então, após o almoço digamos que… é essa hora que meu dia produtivo realmente começa! Eu procuro dividir meu tempo entre várias coisas:

  • Escrever o novo Livro AutoCAD 2015 3D em parceria com o Regis Baldi;
  • Responder as perguntas nos grupos e fóruns, em alguns casos eu preciso pesquisar pela resposta, sim: isso também dá trabalho;
  • Atender clientes via Email, WhatsApp, Celular, Inbox;
  • Gravar novos vídeos de Dicas;
  • Renderizar os vídeos que estão “em espera”;
  • Postar no Blog (quando dá tempo, ok eu confesso, não está dando tempo…);
  • Pesquisar sobre novas ferramentas/técnicas para AutoCAD nos blogs dos amigos, geralmente nos blogs em Inglês (Leia-se ESTUDAR, ESTUDAR, ESTUDAR);
  • Preparar o material pra aula de sábado a noite, que inclusive é transmitida ao vivo e gratuitamente no meu Canal do Youtube;
  • Manter a minha Loja atualizada, sim: eu cuido de tudo SOZINHA, então…
  • Uma vez ao mês temos reuniões online do Autodesk Expert Elite, e eu não perco nenhuma;
  • Às vezes temos webinars da Autodesk, os quais eu também procuro participar sempre que posso (e lembro);
  • Etc, etc, etc…

Bom, é claro que dou algumas paradinhas durante a tarde, pra uma xícara de café ou pra brincar com as meninas, que são muito carinhosas e carentes. Então quando pedem uma atenção, quem sou eu pra recusar né? Meia horinha brincando com elas e pronto, já sossegam e eu posso voltar ao trabalho!

Obviamente, estipulei um horário pra “sair do trabalho”, geralmente fico até as 18 ou 19 horas, não mais que isso, e muito raramente (mas MUITO mesmo), fico trabalhando até tarde (22 ou 23 horas).

Procuro seguir uma agenda, mas nem sempre consigo devido à diversidade de tarefas que tenho. E confesso: em alguns dias eu já acordo tão cansada que meu trabalho não rende mesmo, acho que preciso de férias… mas isso vai ter que esperar… Nesses dias eu tento “pegar leve” e dormir mais cedo, pra que no outro dia eu esteja mais descansada e animada.

Bom, no final da tarde meu marido volta do trabalho, faço café novamente pro lanche da tarde e então é hora de relaxar.

Geralmente eu e meu marido saímos dar uma caminhada com as meninas no começo da noite.

Ok, e quanto ao lazer?

Gosto de ler, mas no momento não estou lendo nenhum livro (não vou mentir).

Eu e meu filho gostamos de assistir os seriados em Inglês, como CSI Las Vegas, Stalker, Criminal Minds, Chicago PD e vários outros… Então à noite, assistimos alguns episódios, é uma maneira de fazermos juntos algo de que gostamos, nos divertimos e de quebra ainda treinamos nosso Inglês, até por que final do ano queremos ir todos passar uns dias nos Estados Unidos, durante o AU Las Vegas.

Quanto aos finais de semana, somos uma família caseira e gostamos de receber os amigos pra um almoço ou jantar, ou mesmo pra ficar batendo papo e curtindo as crianças. No final de semana passado compramos uma churrasqueira pequena no sábado, não deu outra: sábado a noite com amigos e crianças! Claro: foi depois da aula!

churrasco

Por eu poder trabalhar em casa, posso dizer que tenho uma certa liberdade com meus horários, mas nem por isso fica mais fácil, pelo contrário: quem trabalha por conta própria sabe bem do que estou falando.

Então é isso, pra variar comecei este post às 17 horas, e já são 18:53 19:05… várias paradinhas pra atender clientes… 🙂

Entendeu né? Hehehe…

🙂

E quanto a você? Como é o seu dia?